Example Example Example Example Example Example Example O presidente Ikeda observa: "É absolutamente impossível que alguém com uma conduta séria e sincera na fé não consiga ser feliz e prosperar ou que seu ambiente não consiga ser revitalizado. Este é o princípio universal do budismo. O coração é o que transforma tudo. Esta é a natureza prodigiosa da vida. É uma verdade irrefutável". Nam-myoho-rengue-kyo Nam-myoho-rengue-kyo Nam-myoho-rengue-kyo....


Pesquisa personalizada

23 de julho de 2007

Que Tremule Intrepidamente, o Estandarte dos Jovens!


Que Tremule Intrepidamente, o Estandarte dos Jovens!

Que soprem furiosos, os ventos!
Que se elevem bravias, as ondas!

Eu sou a juventude,
O estandarte escarlate que tremula na tormenta.
Nada me intimida,
nada me derruba.

Onde estou
é de onde me lanço.
Hoje, este momento,
É sempre o começo
de novos desafios.
Quando penso no meu futuro
coragem e força ilimitadas
surgem em meu coração.

Ventos! Ondas!
Sou jovem e intrépido.
Lutarei com bravura
contra seus ataques violentos.

Amigo, segue pelo mar.
Eu seguirei por terra.

Eu me levantarei
com firmeza,
para defender o caminho
que escolhi na vida.
Eu embarcarei,
convicto,
para empreender a sublime missão.

Eu sou a juventude
que voa em meio à tormenta
sobre as asas gloriosas da liberdade.
Com elas, vôo mais alto
que os velhos líderes das nações.
Com elas, vejo o essencial
com mais sagacidade
que os políticos.

Esse é o direito da juventude,
Nada a destrói.
Nós abraçamos a estrela de nosso eterno
destino
e brilhamos.
Assim é a nossa juventude
que atua no palco global.

Não seria a juventude, então,
o tesouro da Humanidade?
Não seriam os jovens,
os verdejantes campos da paz?
Quando nos unimos num propósito comum,
ressoa um trovão ensurdecedor,
condenando os abusos do poder arrogante.

Seus olhos brilhantes,
Suas formas galantes, entusiásticas,
sobejam a vida,
de energia inesgotável
com a qual avançam sem limites -
tudo se manifesta da sublime esperança.

Esse jovem
não se intimida
diante dos sofrimentos ou obstáculos
nem recua ante a dor.
Não,
incentivam-se uns aos outros,
alegres,
para erigir em sua própria vida
o Arco do Triunfo colossal.
Ali tremula intrépida
O estandarte escarlate da vitória.

Avançarei, sem falhar!
Pois essa será
A comprovação que deixarei nesta existência,
de uma juventude insuperável!

-Com que propósito? -
em busca de uma resposta,
lutarei sem cessar.
Nas noites em que as tormentas assolarem
ou ondas baterem com fúria selvagem,
continuarei avançando, indomável,
ansiando pelo sol da manhã
que nascerá majestosamente,
uma vez mais,
no Leste.

Jovens!
Queridos amigos!
Com discernimento e astúcia,
Agucem as vistas!
Clamem!
Avancem!
E lembrem-se
que além do distante horizonte,
inumeráveis sucessores os seguirão,
buscando a luz eterna do Sol.

Meus jovens amigos,
preparem-se para montar em seus corcéis
brancos!
Marchem galantemente
na vanguarda do povo.
Devotem-se à missão
que o Buda decretou.
Marchem bravamente!

Atravessem montanhas e vales,
avancem e
superem os obstáculos
com alegria e júbilo
junto com seus amigos
pelo vasto mundo.

Atravessem a triste escuridão,
pois cada gota de seu precioso suor e esforço
os conduzirá ao palco dourado da nova era,
com a qual todos sonhamos.

Jovens!
Ergam a fronte!
Aprumem o porte!
Meus amigos,
liderem todas as lutas
e façam sua presença conhecida.

Os jovens jamais são derrotados,
por nada ou ninguém,
pois vitória significa
jamais desistir.

Os jovens não conhecem o desalento.
Por jamais se deixarem abater
mesmo pela mais dura adversidade,
um palco brilhante os aguardará.

Observem-me!
Quando eu despertar,
quando eu mostrar meu verdadeiro potencial,
uma nova era nascerá,
com o raiar de uma grande revolução.

Eu sou os olhos que refletem o futuro.
Eu sou o raio da eloqüência intrépida
que separa a mentira da verdade.
Eu sou a espada afiada da justiça
que corta o mal,
que luta eternamente
para despertar a sociedade.
Assim é a juventude.

Portanto,
que a luz brilhe nos olhos dos jovens,
que a força habite o coração dos jovens.

Os séculos de massacre e sangue
estão para findar-se.
Dolorosas feridas deixam!
Amargo é o legado da dor e do temor!
A Humanidade, estremecida,
nas sombras das armas demoníacas,
sob negras nuvens
que obscurecem o horizonte -
este é o mundo lúgubre e opressivo do fim do
século!

Os acordes do velho século,
repletos do som da destruição,
das armas e das bombas.
Gritos comoventes de mães e filhos
que buscam desesperados por abrigo.

-Ó, amigos,
não mais esses sons! -,
implorou Beethoven.

A poderosa canção da juventude
revitalizará a história,
há muito
uma história de sofrimento.
Quando, por fim, chegar a nora era,
serão vocês, jovens,
que irão reger a sinfonia colossal.

Meus amigos,
cantem, dancem e alegrem-se juntos!

Ergue-se a cortina
revelando a mais digna e grandiosa música -
Inicia-se a performance
da imponente orquestra sinfônica
dos jovens heróicos.

Soem os sinos da partida!
Icem as velas!
Levantem a âncora!
É hora do zarpar dos jovens
em sua grande e interminável jornada
envolta pela brilhante luz das estrelas.

Companheiros das três existências!
Estão preparados para a vitória?
Jamais negligenciem o mínimo detalhe,
mas quando deixarem o porto
não olhem para trás.

Aprontem-se já!
Encontrem a rota sobre as águas
como majestosas orcas.
pensem nas gigantescas ondas
Como o suave embalar de um berço.
Lembrem-se que a bravura e o destemor
são vitais para a vitória e por sucesso.

Cada um de vocês,
jovens companheiros,
trabalhe para que todos,
amigo e inimigo,
alcancem a praia da paz felicidade,
sem falha,
sem exceção.

Às vezes
sejam como a proa do navio
sempre a primeira a enfrentar
ondas.
Outras vezes,
o motor retumbante
ou as turbinas propulsoras.
E outras vezes,
Trabalhem dia e noite
na casa das máquinas
cobertos de óleos e graxa.

Cada um de vocês,
meus amigos,
atravesse os mares turbulentos
com energia e entusiasmo
numa jornada de auto-aprimoramento.
Marque o curso
para um mundo inexplorado
coberto pela espessa mata
e alcance
corajosamente
terra firme.

A vida é luta.
A vida é uma batalha sem fim
da qual ninguém escapa,
ninguém evita.

Eu sou o guerreiro destemido,
de espírito de levantar-se só.
Meu coração,
nunca foge dos campos de batalha,
desse campo onde o descanso não existe.

Eu estou no palco
onde se trava a luta violenta
entre forças opostas
da esperança e do desespero,
da coragem e da covardia,
do desafio e da inércia.

Mesmo que tenha de comer terra,
mesmo que tenha de me segurar pelas unhas
à beira do precipício,
eu avançarei,
que seja um milímetro,
resoluto,
através das adversidades.

Meus amigos,
lutem
com espírito nobre e heróico.
Lembrem-se da advertência de Daishonin:
-Os discípulos de Nitiren nada conseguirão
se se renderem à covardia! -
Recordem Nisso, seu sucessor:
-Até que o Kossen-rufu seja alcançado,
propaguem a Lei
com o máximo de sua habilidade
sem poupar a vida. -

Vocês, meus amigos,
que conhecem essa filosofia verdadeiramente
profunda,
não sejam enganados pelos hipócritas,
não sejam feitos de tolos
por ilusões tentadoras -
Desembainhem a espada espiritual da justiça
e lutem até que o último tirano caia.

Que soprem os ventos da coragem!
Que ressoem vigorosamente
os sinos de cada dia!
E que o rugido formidável
Dos companheiros unidos e fortes
Ecoe de forma ensurdecedora!

Não temam o latido dos lobos,
façam ouvir o rugido dos leões!

Vivemos num mundo
onde prevalecem as cinco impurezas.
Continuem avançando,
Abrindo as comportas da indignação
para com aqueles
que destroem a justiça;
façam-nos saber
como será amargo
o arrependimento.

Vamos vencer
e juntos
derramar lágrimas de alegria.
Não se curvem
às fraudes e aos opressores.

Jovens!
Ao longo da luta,
derrotemos cada inimigo do Buda,
infalivelmente,
e nos tornemos o sol
de luz brilhante
que delibera as pessoas do medo.

Em A Cidade Eterna,
célebre romance de Hall Caine,
Rossi e Bruno,
os dois jovens amigos
unidos pela confiança mútua,
firmes e destemidos em sua causa
mesmo sob a ameaça da morte,
lutam até os limites do ser
e constróem uma - cidade eterna - do coração.

Meus jovens amigos,
unidos em propósito
e partilhando igual responsabilidade,
superem mesmo esses heróis,
criem sua própria cidade eterna,
que permaneça pelas três existências
do passado, presente e futuro -
isto é o Kossen-rufu.

Até que seja concretizado,
avancem
firmemente unidos.

Incontáveis jovens,
inúmeros e nobres companheiros,
partilham essa filosofia de paz,
não apenas no Japão.
Também nas Américas do Norte,
Central e do Sul,
na Europa e na África,
na Ásia e na Oceania,
em todos os cantos do mundo.

Juntem as mãos
com os jovens de todo o globo.
Criemos uma rede ilimitada.
Trabalhando em conjunto,
construamos uma cidade eterna -
um reino
de brilho indestrutível,
que resplandeça,
no século XXI.

3 de julho
Em comemoração ao dia em que meu mestre foi libertado da
prisão e ao dia em que fui preso.



Daisaku Ikeda
Poeta Laureado

http://www.unisucesso.com/?aff=SONIALOTUS
Entrar no grupo: uni-sucesso-felicidade-subscribe@yahoogrupos.com.br

Um comentário:

Armando F. disse...

Ikeda Mestre da vida e fiosofia. Neste poema, um brado do coração de umleão, exortando os jóvens a se lançarem suas vidas em prol da Paz e das pessoas pela justiça ante os opressores, e pela plena realização de missão , baseados num tema do romance Cidade eterna. Nada mais perfeito. Nada mais coinciso. Poeta Laureado!

Pesquisa personalizada

e-referrer

Encontre seu par perfeito