Example Example Example Example Example Example Example O presidente Ikeda observa: "É absolutamente impossível que alguém com uma conduta séria e sincera na fé não consiga ser feliz e prosperar ou que seu ambiente não consiga ser revitalizado. Este é o princípio universal do budismo. O coração é o que transforma tudo. Esta é a natureza prodigiosa da vida. É uma verdade irrefutável". Nam-myoho-rengue-kyo Nam-myoho-rengue-kyo Nam-myoho-rengue-kyo....


Pesquisa personalizada

2 de novembro de 2009

Mais três filhos são vacinados contra a vontade dos pais - EUA

Paul Joseph Watson
Prison Planet.com
Segunda-feira, 2 novembro, 2009

O 'erro' está se tornando um oficial flagrante desrespeito aos direitos dos pais!? Outras três crianças foram injetados com a vacina da gripe suína, contra a vontade dos pais, as escolas estão a instituir programas de inoculação de massa com pouca preocupação sobre a questão de consentimento.

Uma menina no Brooklyn sofreu uma reação alérgica após a vacina H1N1 que enfermeiro aplicou sem o consentimento da sua mãe, Naomi Troy.

Com 6 anos, Torres Nikiyah Peter toma medicamentos para controlar sua epilepsia e por esta razão a sua mãe estava esperando por pareceres médicos antes de assinar o termo de consentimento H1N1. No entanto, o enfermeiro administrou o tiro[vacina] mesmo sem consultar o nome da criança num registo de alunos que tinham recebido o consentimento dos pais.

"Meu estômago estava doendo, e eu me senti louco", disse Nikiyah depois que saíu do hospital ", relata o New York Post. Funcionários da Escola Pública 335 em Crown Heights, em seguida, tentou fazer com que Naomi Troy assinasse um termo de consentimento após o fato, em uma tentativa grosseira de esconder a sua culpabilidade. "Eu fui insultada. Eu estava realmente irritada" disse Naomi.

O NY Post também revela que menos da metade dos pais em Nova York deram consentimento para seus filhos serem vacinados, ressaltando a rejeição generalizada do tiro[vacina]da gripe suína. Apesar de ter sido gasto 16 milhões de dólares na campanha de propaganda do governo federal para 'coagir' as pessoas aceitarem ser inoculados.

Em um relatório de acompanhamento de ontem, o NY Post destaque mais crianças vacinadas contra a vontade dos pais.

Na semana passada nós relatamos em um menino em Ohio que recebeu a vacina da gripe suína. Apesar do fato de que sua mãe recusou-se a dar o consentimento.

Também destacamos o caso de uma criança de 7 anos, no condado de Montgomery, a que foi dado a versão spray nasal da vacina H1N1. Embora de seu pai tenha avisado que o filho estava dispensado por problemas de saúde subjacentes.

Na realidade, as pessoas estão se recusando a serem injetadas em função da vacina conter mercúrio, esqualeno e células cancerosas, e isso é percebido como uma ameaça à saúde pública.

O fato de que os membros da elite privilegiada tenham solicitado e recebido o acesso a vacinas que não contêm esses aditivos tóxicos, prova que um sistema de duas classes está ocorrendo - uma para o público idiota, que as empresas farmacêuticas de boa vontade injetam venenos, por terem a proteção do governo contra processos de reação adversa - e outra para os membros da instituição que irá propagandear, o dia inteiro, sobre a segurança das vacinas na versão pública.



Nenhum comentário:

Pesquisa personalizada

e-referrer

Encontre seu par perfeito