Example Example Example Example Example Example Example O presidente Ikeda observa: "É absolutamente impossível que alguém com uma conduta séria e sincera na fé não consiga ser feliz e prosperar ou que seu ambiente não consiga ser revitalizado. Este é o princípio universal do budismo. O coração é o que transforma tudo. Esta é a natureza prodigiosa da vida. É uma verdade irrefutável". Nam-myoho-rengue-kyo Nam-myoho-rengue-kyo Nam-myoho-rengue-kyo....


Pesquisa personalizada

26 de outubro de 2008

A Soka Gakkai existe para o bem dos membros

Sempre que recebe homenagens, seja de cidadania ou de título acadêmico, o presidente Ikeda sempre credita o feito à Soka Gakkai, à SGI e a todos os seus membros.

Num Conselho Nacional de Representantes, realizado há exatamente 2 anos, em
25 de outubro de 2006, ele fez um discurso com o título: "A Soka Gakkai
existe para o bem dos membros". Trechos do discurso foram publicados no Brasil Seikyo nº 1869 de 25 de novembro de 2006:


A Soka Gakkai não existe em função de seus dirigentes. A Soka Gakkai existe para servir aos membros. Por esta razão, os dirigentes jamais devem causar transtornos aos membros. Se algum dirigente tiver atitudes estranhas, todos devem levantar a voz e bradar: "Sua conduta não está de acordo com as orientações da Soka Gakkai!" ou "Sua atitude contradiz as palavras do nosso mestre!". Por meio dessa forte repreensão e incentivo, todos poderão criar líderes exemplares. (...)

Vitória na Campanha de Osaka

O presidente Toda ficou muito satisfeito com a vitória conquistada em julho
de 1956 na Campanha de Osaka. O mestre dificilmente me elogiava. Ele era rigoroso e até temível quando me repreendia. Tinha a sensação de ser atirado para longe pelo ímpeto de sua voz. Comparando com essa época, a atuação nos dias atuais é como uma
diversão. Creio que eu e minha esposa somos as pessoas que mais conhecem a
verdadeira rigorosidade do mestre.

E quando transmiti ao presidente Toda a grande vitória obtida em Osaka, ele respondeu dizendo: "Muito obrigado, Daisaku! Muito obrigado, Daisaku! Tóquio
foi derrotada, mas Kansai venceu! Estou muito feliz. Com isso, posso concluir gloriosamente a minha vida".

A Campanha de Osaka refere-se à eleição de senadores para a Câmara Alta realizada em julho de 1956. A Soka Gakkai lançou candidatos em Tóquio e em Osaka.

Em Tóquio, a vitória era tida como certa. Em Osaka, todos acreditavam que a derrota era inevitável. Diante dessa situação, o presidente Toda nomeou-me responsável geral da campanha de Osaka. O meu mestre delegava-me a atuação nos lugares onde a situação era difícil, onde ninguém gostaria de ir. Eu estava com 28 anos e correspondi à sua expectativa com toda a seriedade. Demonstrei na prática o que é a essência da unicidade de mestre e discípulo e comprovei as vitórias alcançadas com base nesse princípio.

Tanto a Soka Gakkai como a sociedade ficaram atônitas diante da vitória na Campanha de Osaka. Os jornais de grande circulação reportaram: "O inesperado aconteceu".

O presidente Toda comentou certa ocasião: "Daisaku veio tornando realidade tudo o que eu disse. Ele concretizou até mesmo aquilo que falei brincando, tal é a sua seriedade. Eu não confio em pessoas que apenas falam. O importante é o que realizam de fato".

Na época da Campanha de Osaka, todos os membros eram muito pobres. Todos enfrentavam sérias dificuldades para viverem. Contudo, os estimados companheiros de Kansai uniram-se a mim e, com coragem e alegria, atuaram com todas as forças em perfeita união.

Os líderes das organizações de base, bem como os responsáveis de bloco e de unidade, lutaram com toda a vivacidade com a consciência e a responsabilidade de que eram tal como o presidente que representava dignamente a Soka Gakkai. (...)

A tarefa do líder é criar a harmonia entre pessoas de diferentes características e individualidades e conduzi-las para a vitória para que todas sintam-se plenamente realizadas.

(...)

Eu percorri todos os cantos de Osaka. Provoquei as ondas de entusiasmo mesmo na periferia de Osaka, onde ninguém imaginava que eu fosse dialogar e apertar as mãos dos companheiros residentes nesses lugares. Essa é a forma de atuação de um general.

O presidente Toda dizia aos jovens: "A partir de agora, tudo se definirá pela força dos jovens. Vocês devem realizar tudo com a força da juventude de vocês. Deixo tudo em suas mãos". O verdadeiro discípulo é aquele que vive os ensinamentos do mestre por meio de suas ações, sem desperdiçar uma palavra sequer proferida pelo mestre.

Nenhum comentário:

Pesquisa personalizada

e-referrer

Encontre seu par perfeito